Fiche Structure
Le Monde diplomatique – édition portugaise / Coopérative culturelle Outro Modo
Adresse : R. Febo Moniz, 13 – R/C 1150-152 Lisboa
Pays concerné : Portugal
Téléphone(s) : 961 743 465

Português


Em Setembro de 2006 foi criada a cooperativa cultural Outro Modo, por iniciativa de várias dezenas de pessoas, com vista ao relançamento do jornal Le Monde diplomatique – edição portuguesa, cuja publicação fora suspensa em Abril de 2006, após sete anos de ininterrupta publicação mensal (ver «Estatutos da Outro Modo» e «Composição dos Órgãos Sociais»).



Agora como em 1999, pesaram duas considerações: a de que a qualidade das democracias depende em grande medida da qualidade da informação; e a de que o panorama mediático português é significativamente enriquecido pela disponibilização em língua portuguesa de um periódico reconhecido internacionalmente pela sua visão crítica, informada, rigorosa e aprofundada do mundo contemporâneo, que resulta de uma experiência jornalística singular em termos de autonomia financeira e redactorial.



Desde Novembro de 2006, a segunda série da edição portuguesa do Le Monde diplomatique respeita escrupulosamente a sua periodicidade mensal e apresenta-se com vários elementos diferenciadores em relação à experiência editorial e jornalística anterior. Entre estes elementos contam-se a existência de mais páginas dedicadas à realidade portuguesa, redigidas por especialistas expressamente convidados para o efeito; o reforço da importância dada à imagem, fruto de uma colaboração com artistas plásticos e outros sectores das artes visuais; a realização de iniciativas de reflexão e debate e discussão em torno de temas e problemas que marcaram o número de cada mês; e o lançamento de um sítio na Internet, cujos conteúdos estabelecem com o jornal uma relação complementar e dinâmica.



A opção pelo modelo cooperativo, como forma de organização da estrutura que dá corpo ao jornal, é também ela uma escolha consciente: como modelo integrado na Economia Social e que incorpora os valores desta – assente na cooperação e entreajuda, e obedecendo a princípios de gestão democrática, de participação económica dos seus membros, de autonomia e independência da organização –, o modelo cooperativo potenciará o envolvimento de todos os cooperadores na construção de um projecto comum.



Desde a sua fundação, e de acordo com os Estatutos que regem a cooperativa, considerou-se que seria importante reunir o capital e as condições de estrutura indispensáveis ao relançamento da edição do jornal, mantendo-se a cooperativa aberta a novos cooperadores. A entrada de novos cooperadores permitirá a consolidação da publicação, o reforço da capacidade financeira da cooperativa e a potenciação de outros projectos, nomeadamente editoriais (especialmente em cooperação com a redacção francesa do Le Monde diplomatique, que tem várias publicações associadas, do Atlas do Le Monde diplomatique aos cadernos temáticos Manière de Voir, e com os colaboradores da edição portuguesa).



Convidamo(a)-lo(a), por isso, a integrar este projecto, manifestando, de acordo com o estipulado no artigo 3º dos Estatutos, o seu interesse em ser cooperador da Outro Modo – Cooperativa Cultural através do preenchimento e envio do requerimento de admissão como cooperador que se anexa e indicação do montante de títulos de capital que poderá subscrever (ver «Admissão de Cooperador»).



Fonte: http://pt.mondediplo.com/spip.php?article18




Africultures a franchi le cap des 10.000 articles depuis sa création en 1997
Nous remercions tous nos contributeurs et nos lecteurs
Inscrivez-vous à la newsletter pour suivre nos publications